Cris escreve todas as sextas-feiras.
Carta para o Martim

 

E já se foram sete meses, meu filho! Sete meses desse amor louco e cuidadoso, um amor intenso que não aceita negativas, nem cansaços, nem dores de cabeça, muito menos dor nas costas. Um amor pleno que desabrocha com cada sorriso, cada balbuciar, cada gesto. Um amor que cresce com o teu crescimento, que amadurece com as tuas conquistas que encanta a cada novo dia.
Martim.

Seis letras. As mais lindas letras que eu já conheci. O menino que veio das estrelas para iluminar nossa vida aqui neste planeta. O menino que sorri com os olhos, que sorri quase que todo o tempo.

O menino que já está cheio de amigos e nem completou um ano de vida. O mascote da galera, simpático, alegre, feliz. Aquele que conquista quem quer que cruze seu caminho.

Tu é um anjinho amado, parceiro de viagens, de restaurantes, de encontros em família e com amigos. Aqui eu digo parceiro, no real significado da palavra. Tu vai junto, participa e brilha.

Já saiu pra jantar com o papai e os amigos, já saiu com a mamãe pra dar muitas voltas, além é claro, daquelas que não temos escapatória. É meu parceiro no super, no clube, no café, na vida. Cantamos juntos enquanto a mamãe  prepara o almoço ou quando estou no banho. Nos divertimos.

Fazemos aquela farra enquanto esperamos o papai chegar, brincamos no sofá, cócegas pra lá, cócegas pra cá. Pulga e percevejo. Dona Aranha é fichinha pra gente. Ciranda cirandinha vamos nós!

Sim, meu amor, tu já começou as aulinhas de natação, já mergulhou na piscina e o papai todo bobo bateu muitas fotos. Tu já fica sentado sozinho, já brinca com teus brinquedinhos, come toda a comidinha e as frutinhas também. Foi muito forte ao tomar as vacinas, quase não chorou. Aguentou firme as cólicas dos primeiros meses, sem lágrimas derramar.

Teu nome significa guerreiro e eu acho que ele diz tudo e mostra quem tu é de verdade.

Meu filho, essa carta é pra te dizer e te fazer lembrar lá na frente, que desde sempre tu foi muito especial. O presente mais querido que a vida podia me dar. Um filho e tanto, muito mais do que eu poderia pedir nos meus sonhos mais íntimos. Tu é além de tudo que eu imaginei e não importa as olheiras, as noites mal dormidas, o xixi no chão do quarto. Eu estou muito mais feliz agora.

Te amo. Mamãe!