Cris escreve todas as sextas-feiras.
Helios e Selene

Nasci no meio do dia. Eram exatas doze horas e quinze minutos. Sou manhã e luar. Calor e frio. Permaneço em mim e evoco as horas a meu favor. Transformo aquilo que fui, em algo bom. No correr da vida, planto. Entrego-me à colheita e deixo o tempo fluir.

Pessoas que nascem neste horário transitam bem em qualquer turno. Rendem de dia, aproveitam a noite. Nem Morfeu as embala. Sonham acordadas. Dormir? Só porque faz parte. No mais, a vida chama. Urge.

Mas, cada um é diferente. Cada pessoa tem seu jeito e sua maneira de ser. De dia, alegria; nostalgia a noite e vice-versa. Tem gente que após as vinte duas badaladas, entrega-se à Hipnos. Já outros, após as vinte duas badaladas entregam-se à Nix.

Normas? Não existem. Por isso o dia e a noite são enriquecidos. Do brilho das estrelas à imensidão azul do céu, sempre terão aqueles que se revelam.

Não se importe tanto em quebrar as próprias regras. Aceite. Mergulhe em você e se conecte com a sua melhor hora. Afinal, aprender a respeitar os limites do corpo, não é tarefa fácil. A facilidade vem depois e, a partir dela, a vida só melhora.

Leve as coisas do seu jeito, sem reviravoltas. A música já nos conta – o sol não pode viver perto da lua – então, procure alguém que seja do mesmo turno que você. Imagine, sem ilusões, as alegrias que isso advém. Não só no dia a dia, mas em viagens e momentos especiais. Quantas discussões serão poupadas? Menos tempo perdido e inúmeros ganhos. Uma matemática quase perfeita.

E se por acaso, seu coração bater mais forte por alguém que pertença ao outro turno, sem desespero. Prossiga e ajuste. Só não lute contra o sentimento. Deixe-se levar por ele e construa uma ponte, um meio termo. Um lugar comum, onde vocês se encontrem e alimentem-se desse amor.

A magia está em saber viver e aproveitar ao máximo tudo que o dia e a noite oferecem. Hélios e Selene, sol e lua, são deuses a iluminar os caminhos dos matutinos e vespertinos. No final das contas, o que vale é saber que cada um tem uma estrela para o conduzir.