Aldrey escreve a cada 15 dias, sempre nas quartas-feiras.
Novo IOF para compra de Dólar, o que fazer?

Desde o dia 03/05/2016, qualquer compra de moeda estrangeira em espécie incide 1,10% de IOF ( Imposto sobre Operações Financeiras). Mesmo com esse aumento, ainda é mais barato o dinheiro vivo. O cartão de crédito permanece como pior opção.

Dinheiro em espécie:
Segue sendo a opção mais barata, com 1,10% de IOF.
Para quem está programando a viagem, ou ainda possui alguns meses para embarcar, o ideal é ir monitorando a moeda para comprar aos poucos, com o intuito de realizar um preço médio.
Para viagens com duração acima de 15 dias, sempre é recomendado levar um cartão pré- pago.

Cartão Pré-pago:
O cartão pré-pago traz a segurança! Em caso de roubo ou perda é possível cancelar o cartão e solicitar que seja enviado um novo.
DICA: leve mais de um cartão. Carregue um nos passeios e deixe o outro no hotel. Em caso de perda você cancela o cartão e passa o valor para o que está guardado.
O cartão pré-pago é usado como débito nas compras e também poderá ser usado para realizar saques da moeda local (OBS: existe taxa para realizar saque! Por isso, o melhor é usar como débito).
O cartão pré- pago possui 6,38% de IOF.

Cartão de crédito:
O cartão de crédito possui também 6,38% de IOF.
A cotação do câmbio será a do dia do fechamento do cartão e não do dia da compra. Com isso não sabemos o valor exato da nossa compra até chegar a fatura do cartão em casa.
Poderemos ter sorte e o câmbio estar mais baixo, mas e se o câmbio subir?
Estamos vivendo uma instabilidade muito grande na política, além de fatores externos, tudo isso reflete no valor da moeda.

Transferências internacionais:
Para quem possui conta bancária no exterior, ou precisa realizar uma transferência internacional para pagar a faculdade ou intercâmbio, o IOF permanece de 0,38%.

Dúvidas? Entre em contato conosco.