Aldrey escreve a cada 15 dias, sempre nas quartas-feiras.
Maio mês das noivas: confira as 10 dicas para seu casamento não fugir do orçamento

 

Pedido feito, aliança na mão e agora é arregaçar as mangas e começar a organizar o grande dia. Confira as 10 dicas para que seu casamento não fuja do orçamento.

1) Orçamento: o casal precisa saber qual o valor máximo que poderá gastar com o casório. Saliento que quanto mais tempo faltar para o casamento, mais você terá tempo para pagar. Os prestadores de serviço geralmente exigem que 10 dias antes do grande dia tudo esteja quitado. 

2) Planejamento: faça planilha de tudo ou compre um caderninho de noiva, com isso fica mais claro para onde $$ está indo.  Defina  o que é prioridade para o  casal, se é investir em fotografia ou em gastronomia, por exemplo.

3) Data e local: definindo a data é o momento de escolher o local.  Mas fique atento! Em alguns locais se for época de “baixa temporada” o valor diminuirá bastante.

4) Decoração: a decoração é um item que pesa bastante no orçamento. Importante é não perder a essência do casal. A flor escolhida  e o aluguel de cadeiras e móveis é o que encarece o orçamento. Daqui a pouco vale a pena pesquisar uma flor mais barata, exemplo: trocar os  famosos mosquitinhos por astromélias. Cuidar a flor da época do seu casamento para que ajude a diminuir a conta.

5) Local X decoração: as vezes um local é mais caro mas não necessitará de tanta decoração e iluminação, outros locais são mais baratos mas o investimento em decoração e iluminação poderá ser muito maior. Coloque na ponta do lápis para verificar o que valerá mais a pena.

6) Detalhes do local: Analisar a segurança, o acesso e espaço para estacionamento são fundamentais.  Veja se no local existe gerador - imagina se acaba a luz! Em lugares abertos investigue se tem muito mosquito (neste caso será necessário fornecer repelente aos convidados. DICA: compre pulseiras de citronela pela internet) e, como seria o “Plano B” em caso de chuva.

7) Vestido: momento da escolha. No meu casamento eu ia mandar fazer, mas não sabia muito bem o modelo, foi quando a minha dama de honra deu uma super  ideia de irmos em uma loja de alugueis de vestidos de noiva, assim eu poderia experimentar vários modelos e ver o que mais eu me sentiria noiva.

8) Vestido: alugar ou mandar fazer. Veja bem.... com essa super ideia teve um vestido que eu experimentei e me senti LINDAAAA, e não deu outra, acabei passando o cartão de crédito! Saiu mais barato do que mandar fazer, estava perfeito no meu corpo e sendo racional: se eu tivesse mandado fazer onde eu ia guardar depois? E, não iria usar de novo né. Com a diferença do valor que saiu quase 50% mais barato eu pude investir em outros itens: joías, enfeite do cabelo e outros...

9) Faça você mesma: Para algumas noivas a  maquiagem com profissional da área não é importante e pedem para uma amiga fazer uma maquiagem mais simples, assim como a questão da decoração, muita gente gosta de colocar “a mão na massa” e fazer os enfeites. O kit para os banheiros é algo muito simples que qualquer noiva pode fazer.

10) Pés no chão: esse é um universo lindo! Tudo brilha e da vontade de comprar e fazer. Por isso a importância de saber qual o limite $$. Pés no chão sempre! Para que o casamento seja só alegria e não uma dor de cabeça. Começar uma vida nova com  dívidas não dá.

Aproveite, curta cada momentinho! Organizar, escolher, decidir é muito gostoso. Faça do seu grande dia o mais perfeito, e inclua nisso as pessoas que são importantes para você, é tão bom ver o vestido de noiva com a mãe, escolher detalhes da decoração com a melhor amiga, pesquisar com as madrinhas, fazer chá de lingerie. Mas não esqueça do seu futuro marido! Ele também precisa participar de tudo, para que o grande dia tenha a carinha de vocês.