Aldrey escreve a cada 15 dias, sempre nas quartas-feiras.
Mulheres e Finanças

 

A maioria das pessoas não teve, na sua formação, a educação financeira. Dinheiro ainda é assunto complicado, seja pelo medo do tema, seja por ter sempre alguém que “vai cuidar” disso.

Quando éramos crianças, nosso pai cuidava das finanças da família; e nós não tínhamos a menor ideia  de como estava a vida real financeira da casa.

Há alguns anos as mães começaram a fazer parte dessa rotina, mas, e nós? Possuímos consciência sobre o nosso dinheiro?

Certa vez li no livro da Denise Damiani uma frase muito interessante: “Mulheres são metade da população e mães da outra metade. O que aprenderem e ensinarem aos filhos pode mudar o mundo”.

Sempre falo nas palestras sobre a importância de se ter EMOÇÃO FINANCEIRA. Não basta você ter inteligência financeira para ganhar $$, é preciso controlar a mente.

Dois exemplos:

- Alguém vai sempre cuidar do meu $$:  Tudo bem que quando você era adolescente seu pai cuidava das suas finanças. Mas depois de adulto não rola né. Tenho amigas que mesmo depois de adultas são os pais que cuidam de tudo ou o  sócio da sua empresa. E, outras são os maridos que controlam suas contas bancárias. Não delegue as suas finanças! Não deixe o dinheiro mandar em você.

- Anjinho e diabinho:  lembra daqueles desenhos animados, onde quando o personagem ia tomar uma atitude, aparecia um anjinho orientando e do outro lado o diabinho ostentando? Ou seja, cuidado para você não se boicotar!  Não é porque estou feliz demais que vou sair por aí pagando cerveja para todo mundo; não é porque estou triste demais que vou me afundar no shopping comprando coisas inúteis. Cuide do seu emocional.

Como reverter isso?

- Aprenda: a gente só gosta daquilo que entende. Aqueles temas que não entendemos muito, temos por ato involuntário a nos afastar. Por isso, aprenda! Leia sobre o assunto e converse com pessoas da área. Acesse a internet, é possível achar ótimos blogs e artigos super didáticos. Questione seus amigos  sobre o assunto, como eles lidam com as finanças.

- Organização: planilha! Sei que dói no início hheheheh, mas é uma dorzinha necessária, que logo se transformará em prazer. Faça uma planilha com os seus ganhos e gastos fixos e variáveis. Hoje temos muitos aplicativos interessantes para controlar tudinho na palma da mão, como por exemplo o Guia Bolso e o Minhas Economias. Ou, procure no google planilha financeira e veja qual o modelo que mais se adequa ao seu estilo de vida.

- Ser independente:  independência é liberdade! Liberte-se! Entenda o seu dinheiro, e diga para ele que é você quem manda! Que delícia você saber quanto ganha e quanto gasta por mês, e mais prazeroso ainda é poder guardar todo mês uma quantia e depois analisar em que vai gastar ele, ou como vai investir. Olha que gostoso você decidir se vai viajar com as amigas ou se vai comprar um carro.

Seja independente financeiramente, não tenha medo do seu dinheiro, controle ele, veja o dinheiro como algo quente e não como uma coisa fria que está ali e é sujo ou feio.  Ao começar a ver o $$ de uma outra forma, será possível perceber como esse assunto é tão bom e poderá te trazer muitas alegrias, ao perceber que você não troca $$ por coisas frias, você troca seu dinheiro por sonhos, por conquistas, por experiências, por cultura...