Cris escreve todas as sextas-feiras.
Muito prazer! Eu sou a Cris Lavratti

Muito prazer! Eu sou a Cris Lavratti e, a partir de agora, tenho um encontro marcado contigo todas as sextas-feiras, aqui, no portal Negócio Feminino.

Bom, deixa eu contar um pouco de mim pra gente se conhecer melhor. Sou apaixonada pelas palavras. Desde pequena escrevia muito, até nas paredes e nos armários de casa. Já imaginou a bagunça? Mas, claro, restrita somente ao meu quarto. Cartinhas de amor para os avós, os pais, bilhetinhos de aniversário na escola e até algumas poesias, que acabaram se perdendo no caminho.

Me formei em publicidade pela ESPM-RS em 2006 e trabalhei em algumas agências como redatora, além, é claro, dos extras, porque sabemos que atuar em várias frentes neste mercado é mais regra que exceção. Mas foi em 2009 que comecei a me aventurar pra valer na escrita, através de crônicas e contos publicados em um blog na internet. Meus pensamentos, ideias, visão de vida e escolhas, eram compartilhados sem privacidade nenhuma, o que tornou tudo muito mais interessante.

Com o tempo, aquele passatempo, nada regrado, apenas um espaço de troca de experiências, foi ganhando uma proporção muito maior. Não entendi muito bem como se deu, mas as linhas que escrevia começaram a tocar o coração de alguns leitores, que se tornaram fiéis e, em 2011, senti a necessidade de profissionalizar. Fiz uma oficina de verão com o cronista, músico e escritor Rubem Penz e já engatei na Oficina de Crônicas, também dele. Foram seis meses de dedicação com mais oito colegas de diferentes áreas e que como fruto, deu um lindo livro que levou o mesmo nome da Oficina: "Santa Sede - Crônicas e Botequim - Safra 2012”.

Esse livro trouxe um gostinho especial à minha vida. Nunca tinha pensado que um dia participaria de um. E deu vontade de ir além. Através de alguns contatos, cheguei até a editora Buqui, com a ideia de transformar as minhas crônicas e contos do blog em e-book, mas aí, eles é que foram além, acharam que seria importante, também, ter o livro impresso e, depois de alguns meses, nasceu meu primeiro filho, o livro “Olhar do Cotidiano”.

O céu começou a se abrir, passei a escrever para o site de entretenimentos “Eu Tenho Visto”, a convite da Jaqueline Pegoraro e da Carol Zanon.

E agora, em 2014, lancei minha primeira ficção: “Transbordei”, também pela editora Buqui. Uma novelinha de costumes, que traz como cenário nossa querida Porto Alegre e, para encerrar o ano com chave de ouro, o convite especial da querida Fernanda Rosito, para fazer parte deste projeto.

Sobre o que vamos falar?

Eu escrevo muito para mulheres, mas o bacana é que atinjo em cheio os homens. Assuntos como relacionamentos, sentimentos, escolhas de vida, filhos, trabalho, paixão, tesão e tudo que envolve o universo do cotidiano serão colocados em pauta aqui.

Confesso que estou muito feliz e quem está transbordando sou eu, literalmente. Vem comigo?

Até semana que vem.