Caroline escreve mensalmente, sempre nas terças-feiras.
O preço da mediocridade

Todos queremos ser líderes, ou melhor, ter o poder da liderança, mas poucos querem passar pelo processo de transformação que a liderança exige. A essência da liderança consiste em nos desenvolvermos integralmente, como pessoas capazes de compreender metas e resultados, mas, também, como pessoas que compreendam capacitação e desenvolvimento humano.

E o primeiro passo é liderar a própria vida, percebendo que precisamos ser responsáveis por tudo o que nos rodeia. A responsabilidade é o preço que estamos dispostos a assumir para concretizar um sonho, um propósito ou um objetivo. Somos programados para vivermos com medo. Medo de falar em público, medo de errar, medo de fracassar, medo de não conseguir, medo, medo e mais medo. O medo habita um lugar onde o “não” é sempre a primeira resposta, para depois buscarmos o “sim”. O ambiente, a cultura e a influência do meio vendam nossos olhos e nos forçam a seguir o caminho mais fácil, o caminho da mediocridade, onde delegamos a responsabilidade pelos resultados para um terceiro.

Como tudo na vida, isso tem um preço: a mediocridade tem um preço, e a excelência também. O preço da mediocridade é a inconsciência, a frustração, o desperdício de tempo, de trabalho e de vida. O preço da excelência é o serviço incondicional, a capacitação, a preparação, o desenvolvimento e a disciplina. Para fugirmos da mediocridade, precisamos trabalhar antes de mais nada a responsabilidade, ou melhor,  “a habilidade de responder”, isto é, produzir resultados positivos, sem ficar apenas nas palavras e promessas.  Comprometer-se consigo e com os outros de forma persistente e diária. Isso implica em assumir 100%, sem desculpas ou arrependimentos.

A luta pela excelência deve ser constante, sustentada pela vontade, pela capacidade de, independente das adversas situações externas, desafiarmos a mediocridade, com inteligência e perseverança, rompendo a lei do mínimo esforço e abandonando a zona de conforto. A transformação da liderança começa com o desenvolvimento da responsabilidade que será o suporte capaz de abandonarmos a mediocridade e alcançarmos a excelência. No fundo, a responsabilidade, em qualquer uma das áreas da vida, nada mais é do que um ato de amor consigo mesmo, onde a compreensão das atitudes dá o poder de transformação para concretizar os objetivos. Tudo depende de você, mais ninguém. A escolha entre ser um líder medíocre ou excelente está em suas mãos.