Aldrey escreve a cada 15 dias, sempre nas quartas-feiras.
Segurança Pública X Planilha financeira

Escuto muitos desabafos de como as pessoas estão cada vez mais agressivas no trânsito e mal educadas na rua.

Em minha opinião, as pessoas não estão mais agressivas e mal educadas, as pessoas estão tensas e com medo. Dirigem com medo de um novo assalto e ansiosas por chegarem em casa, ao mesmo tempo tensas na rua a mercê de um assaltante que irá apontar a arma após pedir uma singela informação de onde fica uma rua.  Todo esse sentimento é descontado de forma inconsciente ou não nas pessoas ao seu redor.

O aumento da criminalidade em todos os parâmetros é reflexo de baixos recursos para a segurança pública, além da escassez no quadro pessoal e o impedimento de agir para conter um ilícito.  Se ainda sentimos uma falsa sensação de segurança ao vermos um crime resolvido ou uma viatura na rua é devido aos policiais que mesmo diante de todas as dificuldades ainda vestem a camisa e tentam salvar o seu pequeno mundo sem terem o mínimo de dignidade para trabalharem de volta.

E onde isso tudo reflete na minha vida financeira?

Reflete na vida financeira de todos, começamos pelo item segurança na planilha financeira: seguro do carro, seguro da casa, câmeras de vigilância no prédio e dentro de casa, porteiros, guardinhas na rua, carro blindado...
Agora a parte mais pratica: aulas de defesa pessoal, cursos de tiro e aulas de yoga para tentar regular a tensão do dia-a-dia.

O setor mais triste: sessões intermináveis de terapia para conter o trauma deixado, remédios para dormir, afastamento do trabalho...

Qual a porcentagem da sua receita é gasta com segurança? Qual a solução para esses problemas? Pensar mais na coletividade ajudaria? Por que o questionamento só surge quando analisamos a parte financeira? Aliás, alguém conhece alguma empresa que instale câmeras de vigilância em casa... após o último assalto ocorrido em um prédio inteiro.... esse, será mais um item da planilha financeira de muitas pessoas.