Caroline escreve mensalmente, sempre nas terças-feiras.
Sendo excelente quando a exigência é pela mediocridade

 

Você está sendo medíocre em um mundo de excelente ou é excelente em um mundo de medíocres? Todos os dias, uma parcela considerável de pessoas acorda, olha para o trabalho,carreira e a única coisa que conseguem sentir é uma completa estagnação e uma lista interminável de insatisfações, que cresce a cada dia. 

É desestimulante ter muito trabalho, incêndios para apagar e nenhum gol de placa para marcar. Não ter aquele lance que possa “fazer o seu nome” e colocá-lo de vez na lista das pessoas que se destacam. Ao contrário, você permanece plantado ano após ano no mesmo lugar,  na mesma sala e na mesma mesa.

No momento que a administração da carreira deixou de ser realizada pelas empresas, convidando a todos a liderarem a si mesmos, sendo os únicos responsáveis por determinar onde querem estar ou quem querem se tornar, começamos a ver pessoas perdidas na mediocridade.

Na ânsia de fazer mais para ser melhor, acreditam que apenas trabalhar e se esforçar mais irá reduzirá a distância até o caminho da excelência e de uma carreira com resultados, sentido e realização. Porém, isso gera apenas mais suor.  Quase todas as pessoas estão buscando uma solução, uma forma de se tornarem excelentes, a grande questão é que não existe solução instantânea. 

Esse caminho só começa ao assumir um estilo de vida e trabalho de liderança, ou seja, investir tempo desenvolvendo melhor a sua capacidade de escuta, tomada de decisões, confiança, inteligência emocional, gestão de risco e empatia. 

Ano após ano criamos uma cultura do esforço, do suor,  confundindo esse esforço com resultado. 

A demanda pela excelência é absorvida pela demanda da mediocridade. Todos queremos ser bons no que fazemos, mas será que desejamos ser bons de verdade? Poucos são os que estão preparados para os sacrifícios necessários para ser excelente. 

Tornar a liderança como um estilo de vida permite que você entenda e trabalhe as suas dificuldades, fortaleça os seus talentos e entenda que a responsabilidade pelo resultado é somente sua. Somente assim você irá se diferenciar dos perdedores que estão acostumados a se unirem na acusação contra o mundo, em um sentimento de autopiedade que só gera mediocridade. 

Você se torna aquilo que deseja ser. O que você esta desejando no momento? Ser um pouco bom, bom, muito bom, o melhor da sua área ou o melhor do mundo? Ser um excelente entre os medíocres ou ser excelente?