Cris escreve todas as sextas-feiras.
É da vida!

Simplicidade, seja como for! É a palavra da vez e para todas as horas. Cansei de conversa fiada, de palavras mal ditas, de clima pesado. O coração às vezes bate com uma vontade de ser criança e me dou conta de que preciso conviver muito mais com elas para aprender, para deixar rolar, para sentir um pouco deste ar puro, livre de hipocrisia e discursos narcisistas.

Eu cansei. C'est fini! Deixa eu descer dessa roda gigante e ganhar um pouco mais de emoção. Mas não uma emoção de montanha-russa e, sim, aquela emoção retratada nas histórias de amor, no romance de folhetim, na roda de amigos, no chope gelado, num bom cálice de Malbec compartilhado em ótima companhia.

Para viver em paz não é preciso praticar receitas mirabolantes, simplesmente devemos nos entregar a nós mesmos e deixar que a vida nos inspire de verdade e por inteiro. Ser metade não é comigo. Escolho a intensidade na dose certa. Mas não se engane, não temos como formular uma medida única, afinal, somos seres individuais, cada um tem a sua e pronto.

O lado bom? É que, com certeza, no meio do caminho, encontraremos pessoas que precisam da nossa "dose certa" para partilhar de uma vida plena. Tanto faz se é num amor, numa amizade, numa alegria ou em família. Sempre há esperança de que a vida torne a acontecer, basta virar a esquina.