Amor, dedicação e por ai vai...


Amor e dedicação ao que faz. Essas são algumas palavras que podem resumir quem é Cristina Winck. A moça, que falou especialmente ao NF, conta um pouco de sua trajetória profissional e como é se manter à frente da Enigma, a primeira empresa de escape game no Sul do País.

Negócio Feminino - O que te motivou a empreender?

Cristina Winck - Hoje, quando analiso minha trajetória, vejo o quão diversificada ela foi. Estudei na UFRGS, na PUCRS, em exatas, humanas, computação, direito, gestão empresarial, escola da magistratura, inglês, espanhol, italiano, morei na Capital, no Interior, fora do País, conheci vários lugares, fiz serviço voluntário, trabalhei para grandes empresas, pequenas empresas, como juíza leiga, por conta própria e finalmente empreendi.

Acredito que empreender era um caminho natural, onde poderia por em prática toda a minha multidisciplinaridade. Só faltava uma ideia legal.
E foi justamente em uma dessas várias viagens que conheci esse tipo de negócio que inspirou a criação da Enigma Escape Game.

NF - Uma de tuas formações é na área da Informática, um campo predominantemente masculino. Quais os maiores medos e desafios que enfrentou?

CW - Confesso que, quando procurei no listão da UFRGS os nomes de quem seriam meus colegas, levei um susto com a desproporção entre os gêneros. Eram 68 homens e 5 mulheres!

Na verdade, até hoje não consegui entender porque é um meio tão masculino. Tirando algumas piadinhas na sala de aula, sempre tive uma ótima convivência entre colegas e professores. Nunca tive uma situação de desrespeito, nem de medo. De certa forma, era até protegida por eles. No ambiente de trabalho, a proporção entre homens e mulheres não era tão desigual, embora permanecesse uma maioria masculina. Mas não posso deixar de observar que cargos de chefia nesse meio continuam sendo predominantemente masculinos.

NF - Eles continuam ou foram superados?

CW - Na verdade, eles nunca existiram. A experiência só veio a contribuir para minha habilidade de adaptação em diferentes meios e com diferentes públicos.


NF - Em tua trajetória como empresária, colhestes vários frutos. Conta pra gente um pouco das tuas conquistas?

CW - A Enigma Escape Game ainda é uma empresa muito recente, mas as conquistas pessoais já são muitas. A coragem de sair da zona de conforto para empreender, o orgulho de ser a primeira empresa do ramo no Sul do Brasil, de criar um negócio inovador e de descobrir habilidades que até então desconhecia.


NF - Hoje, a Enigma é a primeira sala de escape game do Sul do País. O que isso significa pra ti?

CW - Mesmo que surjam outras empresas do ramo, a Enigma Escape Game sempre será a primeira. Isso significa muito planejamento, muita coragem e muitos caminhos desconhecidos desbravados.

NF - Quais as maiores características de uma empreendedora de sucesso?

CW - A receita de uma empreendedora de sucesso vai muito além de ter uma boa ideia. É preciso iniciativa, perseverança, conhecimento e planejamento como ingredientes. E no País em que vivemos, uma pitada de loucura.


NF - Por falar em sucesso, o que essa palavra significa pra ti?

CW - Sucesso é uma realização, fruto de algo conquistado com muita dedicação. Não necessariamente financeiro.


NF - Casada e mãe de dois filhos, é difícil conciliar trabalho e família?

CW - Acredito que a dificuldade seja a mesma que todas as mães que trabalham fora enfrentam. No meu caso, um pouco reduzida, por contar com um marido maravilhoso, que considera cuidar da casa e dos filhos uma tarefa que deve ser feita em conjunto.


NF - Que mensagem tu dá para as mulheres que querem ou que já estão empreendendo?

CW - Planeje, mas não deixe que o excesso de detalhes adie a execução eternamente. E, principalmente, não desanime a cada obstáculo. Eles serão muitos... Mas se fosse fácil demais não teria a mesma graça, né?


Rapidinhas:

Quem é Cristina Winck? Mulher, esposa, mãe, filha, empresária, advogada, analista de sistemas, louca por viagens... tudo isso junto, misturado e não necessariamente nesta ordem.

O que te inspira? Acredito que o que me move é a vontade de crescer, de saber mais, de fazer melhor.

Uma referência? Minha mãe.

Uma frase? Podem ser duas? Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez. (Jean Cocteau)
Algumas pessoas aprendem com os próprios erros, as sábias aprendem com os erros dos outros. E tem gente que não aprende nunca...

Um livro ou um filme? Forest Gump, A espera de um milagre, Titanic, De volta para o futuro

Projeto que desenvolveu ou gostaria de desenvolver? Já participei de muitos projetos legais, que me trouxeram conhecimento e experiência. Mas a Enigma Escape Game sem dúvida é o meu maior projeto.

Um hobby? Se viajar é um hobby, esse é o meu!

Se fosse um animal, qual seria? Não me imagino nenhum animal. Mas acho que a opinião de minha família seria unânime: uma onça!