Cristtiane escreve mensalmente, sempre na segunda-feira.
Reunião-almoço: Quem nunca?

Reunião-almoço
Quem nunca? Pois é!

Muitas vezes é preciso sair do ambiente de trabalho tradicional para tratar de assuntos profissionais de forma mais leve mas nem por isso, dar menos atenção que a situação exige.

Quer saber a regra geral, deste jogo?

A Etiqueta social funciona como um código de comportamento globalizado.

Num mundo contemporâneo de mudanças rápidas, relações digitais e reuniões virtuais, é natural que se percam certos padrões. Mas não é normal não conhecer regras já existentes fundamentais para encararmos o mundo profissional com naturalidade e segurança. É preciso conhecer, nem que seja para não usar. 

Muitas vezes a falta de conhecimento nos faz passar por situações constrangedoras.

Hoje vamos tratar da reunião-almoço, cada vez mais utilizando já que tempo é dinheiro e num momento como agora, quanto mais reuniões profissionais (ainda que durante o almoço) mais as chances de negócios fechados.

O almoço de negócios funciona como um teste que lança luz sobre suas habilidades sociais.

Vai convidar alguém para um almoço de negócios?

Ofereça a ele algumas opções de restaurante e uma ou duas datas. Dê preferência a um lugar conveniente para ambos, com um serviço rápido e um ambiente tranquilo e iluminado. Na manhã do dia D, você ou sua secretária devem confirmar o encontro. Quem convida chega antes, um tipo de delicadeza que faz toda a diferença .

Quanto à postura, o ideal é sentar-se com elegância, mantendo a coluna ereta. Não "cole“ as costas no encosto da cadeira enquanto come e evite esticar ou cruzar as pernas para não incomodar seu vizinho da frente.

Quanto às mãos, procure mantê-las sobre a mesa, apoiando os punhos. Nunca descanse o braço sobre o colo ou os joelhos. Não coloque os cotovelos em hipótese alguma sobre a mesa, eles fazem você ficar com uma péssima postura. Mantenha somente as mãos e os punhos para se apoiar enquanto come.

O guardanapo, por sua vez, deve permanecer dobrado sobre o colo o tempo todo.

O tema central do almoço deve ser abordado sem pressa, não antes da chegada do primeiro prato. Comece tratando de amenidades, para descontrair o ambiente. A partir daí, cabe ao anfitrião começar a falar de negócios.

Nessa hora, é bom não chamar a atenção sobre si. Discrição e respeito permeiam o mundo dos negócios: fale em tom moderado e sorria (não gargalhe).

Nada de levantar a voz para conversar ou chamar o garçom, gesticular demais, deixar o celular ligado ou fazer brindes ruidosos.

Quem convida paga. Ao final da refeição, peça a conta, ou a nota - nunca a "dolorosa" ou eufemismos igualmente abomináveis. Ao recebê-la, procure manter um ar neutro e não comentar o valor. Se achar que há algum engano, trate do assunto depois que os convidados já tiverem se retirado.

Importante:

- Após terminar, coloque o guardanapo sobre a mesa e sempre do seu lado esquerdo.
- não permita que o garçom retire seu prato se você terminou a refeição antes do seu convidado
- Nem pense em usar palitos de dente à mesa.
- A discrição em caso de acidentes é importante, como ao derrubar o talher no chão, não fique assustado, peça a um garçom que traga outro limpo.
- Caroços de frutas devem ser colocados na mão que vai a boca, e nunca cuspido direto no prato. Em seguida coloque-os na borda superior do prato que estiver sendo usado.

Este foram apenas alguns tópicos básicos, observados ao longo do tempo, que considero relevantes  e por isso os trouxemos como contribuição. Na próxima coluna abordaremos algumas atitudes de sucesso em reuniões dentro do ambiente de trabalho.