5 formas de driblar a falta de dinheiro e ter mais prosperidade


Coach de alta performance ensina atitudes diferentes que ajudam a atrair mais dinheiro e prosperidade

Trabalhar mais, fazer outras atividades profissionais e economizar dinheiro parecem as únicas coisas capazes de aumentar a riqueza. A coach de alta performance Paula Abreu, criadora do treinamento online Detox de Dinheiro, ensina que existem diversas outras formas de atrair mais dinheiro. “O primeiro passo é ser grato pelo que se tem e compreender que o universo pode dar prosperidade a todos nós”, explica Paula, que lista cinco maneiras de manifestar mais dinheiro e prosperidade para o universo.

1- Criar um planilha de rastreamento de dinheiro e valores
Embora a planilha de gastos mensais seja uma prática muito comum, poucos fazem planilhas de valores. “Isso é uma coisa que os experts em finanças não ensinam”, explica Paula, que conta o que são os valores que o universo oferece e muitas vezes não recebem o devido valor. “Sempre que encontramos alguma moeda no chão, um amigo paga um café ou recebemos um brinde em alguma loja, estamos recebendo valor do universo, e esse tipo de valor deve ser colocado na planilha”. Segundo a coach, ao contabilizar tudo em uma planilha, é possível perceber, por exemplo, o que a pessoa consegue manifestar mais: valores ou dinheiro.

2- Dê o primeiro passo para um sonho ou desejo
Segundo a coach, a vontade de realizar um sonho ou desejo precisa ser enviada ao universo da forma mais enfática possível, e por isso ela sugere que sejam tomadas atitudes de proximidade com esse desejo, já que isso também ajuda as pessoas a aumentarem a vontade de realizar o sonho. “Se o objetivo é ter um carro novo, faça um test drive na concessionária, e se a ideia é comprar ou alugar uma casa nova, visite as opções disponíveis de uma imobiliária”, destaca a coach. “Mesmo que você ainda não tenha o dinheiro necessário, uma atitude dessa vai te deixar mais próximo do sonho de prosperidade”.

3- Perdoar as relações do passado com o dinheiro
Um passo muito mais profundo – e que pode demorar mais – é perdoar as crenças limitantes sobre dinheiro. Segundo Paula Abreu, é preciso fazer uma lista com todas as memórias da infância e do passado sobre dinheiro. “Procure se lembrar se você ouvia frases negativas sobre dinheiro, ou se você só comprava as marcas muito baratas, ou qualquer outra memória que via o dinheiro como algo escasso ou negativo”, explica. Após identificar as memórias e crenças limitantes, Paula sugere que seja dita a seguinte frase que, ao longo do tempo, será responsável por mudar esta crença: “Sinto muito. Me perdoa. Eu te amo. Eu sou grato”.

4- Agir “como se”
Segundo a coach, é importante começar a agir como se um determinado desejo ou sonho já estivesse realizado. “Existem várias formas de fazer isso, e uma delas é colocar fotos que representem o seu sonho em diversos lugares, mudando o local sempre que você se acostumar com elas”, exemplifica. Outros exemplos, segundo Paula, podem ser pesquisar preços ou baixar um aplicativo de ofertas de passagens áreas se o objetivo é viajar; ou deixar uma gaveta vazia e uma escova de dentes sobressalente no banheiro se o sonho é encontrar um novo amor.

5- Estabeleça metas específicas
Colocar no papel as metas e sonhos que exigem gastos é muito mais eficiente do que pode parecer à primeira vista. “É muito mágico escrever os objetivos, mas eles precisam ser específicos”, alerta a coach, que exemplifica de forma didática. “Você nunca vai ligar para a pizzaria e pedir uma pizza, você vai dizer qual sabor e tamanho de pizza você quer, e dará o seu endereço para que o entregador leve-a até você”. Assim, Paula explica que é importante dar o máximo de detalhes ao colocar no papel tudo aquilo que vai trazer prosperidade, e destaca os três tipos de sonhos para listar. “Determine o que você quer ter, o que você quer fazer, e o que você quer ser”, explica. Segundo a coach, é possível escrever sonhos detalhados, como “eu quero ter um carro automático de 80 mil reais até o fim do ano”, ou “eu quero ser um escritor com três livros publicados”, ou “eu quero viajar para a Índia nos próximos 12 meses”. Ela conclui reforçando que escrever no papel é muito mais que apenas escrever. “É o tipo de ação que começa a movimentar as coisas no espaço e no tempo”.