Fernanda Rosito escreve nas segundas-feiras.
Tô cansada

 

Essa semana tem sido complicada. Talvez seja a proximidade da última aplicação da quimio. Sim, semana que vem faço a última quimioterapia. Isso tem sido extremamente gratificante, mas ao mesmo tempo tem me gerado uma grande ansiedade. Até porque, não sei o que me espera na segunda etapa dessa caminhada.

Tô cansada... to irritada, to reclamona, to impaciente, to ansiosa. A proximidade do término dessa primeira etapa me fez relaxar aquela tensão de que deveria me manter forte. Acho que é por isso que estou assim... ao menos faz sentido.

Será a última quimioterapia. Será a última semana que ficarei ruim. Aquele cansaço todo, aos poucos, irá passar, não voltará e logo irei retomar meu ritmo normal. O cabelo começará a nascer. E isso será renovador pra mim (fora as outras coisas...). E não me venha com aquela chorumela de que nasce de novo! Ah, pode parando. Afinal, ninguém raspa a cabeça porque quer. Ou raspa?

Tô cansada. Além de tudo, há aquele estresse costumeiro de final de ano, época em que a maioria do povo fica doidão.

Mas tudo isso passa. Pode até demorar, mas passa. E a parte boa disso tudo é o que fica: amor.

Mas que tô cansada, tô...