Michellen Fernandes escreve mensalmente, sempre nas terças-feiras.
Você tem uma missão!


Cuidar da sua carreira, da sua casa e da sua família. Mas não antes, precisa cuidar de você

Já viajou de avião? Então você sabe que em situação de emergência, quando caem as máscaras os responsáveis pelos menores a bordo, precisa primeiro colocar as máscaras em si, por motivos óbvios.

Em terra firme, na nossa vida, nada muda, a diferença é que aqui não precisamos esperar se instalar uma situação emergencial, uma doença, um transtorno psicossomático, precisamos cuidar de nós, precisamos estar atentas e conectadas com aquilo que pensamos como agimos e o que sentimos, para assim, ajudar ao outro.

Nesse mundo de ações automáticas, acordamos cansadas e inquietas, não escutamos a voz do nosso corpo, não aquietamos a mente e algumas se tornam máquinas de trabalhar, vítimas do sistema social, não paramos de pensar, não viajamos para dentro de nós mesmas, não desenvolvemos mecanismos psíquicos e emocionais para irrigar a emoção com prazer.

Sua família precisa de você! Tenha calma e aprenda a delegar você não é obrigada a dar conta de tudo sozinha: casa, carreira, filhos, família, etc se não estiver bem o resto também não estará. Imagine que você é uma peça e tudo aquilo que cuida e administra é a engrenagem, já passou se essa peça que faz toda essa engrenagem funcionar “quebra” o que acontecerá?

Quero contribuir com a minha experiência como mãe e mulher cheia de atividades e responsabilidades como você, mulher que já gritou por tempo por si mesma, e precisou olhar para dentro de si e fazer escolhas. Uma dica: Busque por equilíbrio e saúde emocional, quando você aciona essa chave, “coisas” começam a mudar. Você olha com outros olhos para o “furdunço” que está a sua vida e todos os aspectos que estão sendo impactados por algo.

A falta de gestão emocional pode trazer uma “falsa” felicidade para mascarar e não demonstrar o “incêndio” que está acontecendo dentro de nós.
Precisamos nesta correria do dia a dia encontrar um tempo “o tempo nosso de cada dia” independente da maternidade ou não, um tempo que faça sentido pra nós, não importa como. Observe seus pensamentos, a loucura desenfreada desta vida nos leva a experimentar stress emocional em todas as suas formas, tristeza, vícios, ansiedade, tédio e etc.

Sem conseguir encontrar um ponto de equilíbrio, colocamos em risco nossa saúde, entrando em sofrimento emocional, sem saber como conduzir, muitas mulheres recorrem a medicamentos e outras se encontram em estágios onde é indispensável à ajuda e cuidados de um profissional.

Mas se você quer antecipar esses cuidados adote atitudes simples, com excelência emocional e olhar Multifocal para sua saúde, algumas dicas que podem te ajudar: 

- Olhe para você: Independente do que você esteja sentindo, se enfrente, mude! Não está conseguindo? Não se prenda dentro de um casulo, busque ajuda, não tenha vergonha, seja humilde, converse com profissionais, amigos, pessoas que realmente vão te ajudar, aproveite para melhorar as suas relações familiares, a organização do sistema familiar e o equilíbrio afetivo.
As circunstâncias da vida e principalmente as suas crenças vão te colocar limites, barreiras e desafios, alguns podemos mudar e outras não, e você precisa saber lidar com esses “nãos” da vida. As mudanças positivas fortalecem nosso equilíbrio emocional.

- Se conheça: Controle a sua mente e identifique pensamentos negativos e substitua por positivos, não é novidade para ninguém mas é cientificamente comprovado que se você tem pensamentos saudáveis e positivos, suas emoções corresponderão, o contrário também é verdadeiro. Se a sua mente estiver relaxada e positiva, você pode controlá-la. Mas não basta querer, você precisa sentir.

- Perdoe: Quem vive de passado é museu! Quem já ouviu essa frase? Ela é mais pura verdade, deixe o passado no passado, relembrar muitas vezes nos causa ansiedade, ondas de raiva e sentimentos de tristeza e desconforto emocional que atrapalha o nosso presente e futuro. Perdoe! O simples fato de liberar o perdão de forma sincera, fará mais bem para você do que para quem está sendo perdoado, tenha certeza. Coloque o passado no bolso, use essa experiência como aprendizado para construir um futuro melhor.

Tenha um caso de amor com você, procure um tempo dentro do seu tempo,  faça o melhor que você pode por você, dentro das condições que você tem. Seja feliz!