Faça um empréstimo consciente

Nem sempre, quando queremos abrir um negócio ou expandir o já existente, temos capital suficiente para fazê-lo. Mas será que é possível minimizar os riscos na hora de pegar um crédito? Confira os erros e acertos que os empreendedores costumam cometer e faça um empréstimo consciente.

Certo:

Estude a viabilidade de captação do recurso, olhando para o fluxo de caixa dos próximos meses. "De nada adianta tomar crédito para tapar um buraco urgente se não existe expectativa de resultados lá na frente", explica Maurício Galhardo, da Praxis Business. Converse com os clientes e faça uma projeção de vendas, só assim é possível medir se terá receita para arcar com as parcelas ao longo do tempo.

No momento da negociação, apresente à instituição financeira um projeto realista de resultados e um planejamento das atividades da empresa que deverão dar retorno. Dessa forma, poderá garantir taxar melhores.

Errado:

Evite pegar crédito para pagar folhas de pagamentos dos funcionários. "Como empréstimo tem custo, é necessário investi-lo em um projeto que renda mais do que será gasto na operação", alerta Virgínia Izabel de Oliveira, da Fundação Dom Cabral.

Pegar dinheiro emprestado sem saber o impacto das parcelas do negócio é um erro enorme. Os pagamentos precisam ser encaixados na expectativa do fluxo de caixa.

Ao procurar linhas de financiamento, muitos empresários esquecem de pedir ao banco que inclua na simulação os seguros e demais taxas. Assim, ficam sem saber o custo efetivo do quanto estão tomando emprestado.